segunda-feira, 17 de julho de 2017

Água corrente... Não mata gente!

Poderia começar pela Vinha... Pela Adega... Ou pelas Vendas... Claro está: Conceito V.A.V.
Esta trilogia, que cada vez mais, está presente no meu dia-a-dia e de muito boa gente. Resultado? Falta de tempo para escrever um pouco por cá.


Começo pelas atividades mais recentes, como a nossa participação na VII Emocion dos Vinos...



No fantástico Mosteiro de Celanova, na Galiza, organizado pela Marina Cruces e pelo António Portela, um evento simplista, mas de classe mundial!



Também na Galiza, partilhamos um pouco do que vamos fazendo por cá.



Um abraço para o Eládio, nosso importador, e de alguns Produtores Top Portugueses, que mostra o que de bom cá se faz, fora de portas.


Entregamos a 1ª Magnum de Proibido Grande Reserva 2013, no Restaurante Lafões em VN Famalicão, juntamente com o nosso embaixador na Região, Costas & Oliveira.
(rever post: http://vinhosproibido.blogspot.pt/2016/12/novidades.html)



Fomos até à Vinho Verde Fest em Braga, apresentar as novidades dos nossos Vinhos Verdes...



... E até Vila Nova de Foz de Côa, com as outras novidades...



... Recebemos amigos e clientes na nossa Vinha do Pombal.



Estivemos presentes, mais uma vez, nos eventos low cost, mas igualmente bem organizados, pela Revista Paixão pelo Vinho, no Porto...



... E em Lisboa... desta vez a garrafa estava fechada :)



A convite de Paulo Peixoto, um verdadeiro conhecedor, de vinhos portugueses e não só, passamos por um jantar vínico na Casa de Chá da Boa Nova, que dispensa comentários... Simplesmente magnifico!



... Esperamos ter dado o nosso contributo no Jantar Solidário, "Juntos Por Pedrogão", no Restaurante Brazão Cervejaria. De salientar a excelente organização de Pedro Lima e W2O.



Sempre rodeados de gente boa.



E para quem não viu, pode agora rever a apresentação das mais recentes novidades do Pequenos Rebentos, no programa Imperdíveis, do Porto Canal, ao minuto 13:25
(http://portocanal.sapo.pt/um_video/7CIG59lpZs0wez88odkM)



Vinificado num perfil completamente diferente do habitual... Na altura que loteávamos o lote do Pequenos Rebentos À Moda Antiga 2016...



...Por gravidade e muito lentamente, começavam a chegar as primeiras criticas...



17 PONTOS para o Pequenos Rebentos À Moda Antiga 2015, deu-nos mais alento...



...Para saber que este, era o caminho certo!
(rotulado à mão)


O Pequenos Rebentos À Moda Antiga 2016, fermentou espontaneamente nas peliculas de Alvarinho, Avesso e Arinto, praticamente até ao fim, estagiou cerca de 9 meses em barricas usadas nas borras totais e foi ligeiramente sulfitado antes de engarrafar. Este vinho não foi filtrado e trata-se de uma edição limitada e numerada a 1.265 garrafas.



Para o mercado saiu com imagem renovada, o já clássico Pequenos Rebentos Alvarinho 2016, este ano, mais cítrico e mineral, mas com uma acidez mais baixa, por causa do verão muito quente de 2016.



E no ano zero, apenas 733garrafas, uma das nossas novidades, Pequenos Rebentos Vinhas Velhas Loureiro 2016, proveniente de uma vinha com 28 anos, fermentado com as leveduras indígenas em barricas usadas de limousin e estagiado por cerca de 6 meses nas borras totais, foi engarrafado sem filtrar apenas com uma pequena correção de SO2.



... Para juntar "à festa", recebia uns fantásticos 91 PONTOS, no Fugas, do Jornal Publico.


...


Mas para algo aparecer, primeiro tem que nascer!


Na dura terra do Douro, em Vila Nova de Foz Côa, a Vinha da Sofia, vai ganhando formas.



Este ano, talvez não fosse o mais indicado para a plantação, porque tem chovido muito pouco... Mas ninguém adivinha...



Uma equipa 5 estrelas, que trabalharam estes patamares quase ao milímetro.



Ainda no Douro, enquanto a Vinha Centenária, cada vez ganha mais vida...



...Daqui mais novidades, chegarão em breve...


Num ano seco, um pouco por todo o País, nos vinhos verdes, a vinha do Alvarinho também sofre com a falta de agua...


... E a do Avesso...



...Vinhas com história, essas passam ao lado da meteorologia.



Subindo um pouco o rio Minho, quase até a sua nascente, na Ribeira Sacra, também se espera um ano muito seco.


Regressando ao Douro, a Vinha do Pombal não é exceção...



Com um abrolhamento tão precoce, fazia pensar nas geadas tardias, que infelizmente, de facto aconteceram, com rastro de destruição, mas para "nuestros hermanos".




Os primeiros cachinhos este ano, "brindaram-nos" cedo.



Mas a chuva este ano, para nós apareceu quando não devia...



Na altura da floração, não é que tenha causados estragos de maior, mas mais uma vez, a Vinha do Pombal, terá pouca produção este ano.


As resistentes, até dão um "ar da sua graça".



E como dizia um amigo meu galego: "Num é so beber o vino, ai que botar o sulfato!!".
Duro, Duro... Mas estas videiras velhinhas, agradecem a ausência de tratores a compactar o solo, e as raízes respiram melhor.



E como água corrente, não mata gente, as videiras da Vinha do Pombal...



... Também agradecem a àgua viva, dinâmica e pura.





Sem trabalho nada se faz, e a minha família em muito tem ajudado para que se torne real, o sonho de fazer bem, sobretudo numa terra muito especial...
A minha terra, Portugal!









domingo, 11 de junho de 2017

Empresário ou Empreendedor??

Em teoria, se tivesse que definir ambos, provavelmente diria que tinham muito em comum.


Acontece que o Empresário, será alguém bem sucedido profissionalmente, com estabilidade financeira e que goza de um estatuto difícil de cair por terra.

Do outro lado, temos o Empreendedor, que tal como o nome indica, empreende-dor... Empreende dor no seu dia-a-dia, nos seus afazeres, nos seus compromissos, nos seus amigos, na sua família, enfim...

O Empreendedor, é alguém, que tem espírito de sacrifício, que se castiga a si próprio... Está quase sempre na fronteira entre a resiliência e a paciência para levar a bom porto os seus objectivos.

O Empreendedor, dá o melhor de si, tem atitude, tem coragem... 

O Empreendedor, talvez, quem sabe, um dia chegará a Empresário :)

domingo, 12 de março de 2017

2017... Com "carvão" a mais!!!

Começamos 2017, como terminamos 2016... Em família, desta vez a mostrar um pouco do nosso trabalho ao "Mundo" :)



...Não é fácil viajar em família, mas tomei a decisão, que sempre que fosse para fora do país levaria a família comigo, posso não ir a todo o lado (até porque a carteira não permite), mas onde fôr, vamos todos!

Desde o início do ano, o tempo para escrever, tem sido nenhum :(  Começo pelo mais recente, como a nossa presença no simplesmente Vinho Barcelona... em parceria com a amável Malena Fabregat... 


... Convívio, com gente 10 estrelas!...


... E a certeza de que não sou o único "louco", a fazer vinho!



... simplesmente Vinho Porto...
...Com a excelente organização de João Roseira e família ...
Agradecemos a todos os que nos vieram visitar e provar as novidades!
De facto senti-me em casa, percebi, que existe muito boa gente a trabalhar a terra, como nós, e que afinal, apesar das dificuldades, ESTAMOS NO CAMINHO CERTO!



... também fomos até Aveiro, apresentar as novidades...



...e demos um salto a galiza, para jantar com apaixonados pelo vinho.



... No início do ano, começamos a preparar o enchimento do nosso primeiro Pequenos Rebentos Escolha Loureiro 2016, que oficialmente chega ao mercado, já durante, esta semana...



... E um clássico, esgotado a algum tempo, o Pequenos Rebentos Escolha Alvarinho/Trajadura 2016 regressa, agora cheio de vida e com nova roupagem...



... No Douro, começamos, um sonho antigo, trabalhar a terra e ver nascer coisas novas...
Mais para a frente falarei sobre a nova plantação...


... Esta futura vinha foi batizada, por motivos óbvios :), como
Vinha da Sofia



... Fevereiro, foi o mês da poda na Vinha Velha do Pombal. Este ano a vinha teve que sofrer algumas alterações, aliás, o sistema de poda foi, sempre que foi possível, alterado para Royat...


...Atendendo a apenas termos 2 arames, temos de dar espaço às unidades de frutificação, tornar mais arejada a futura zona dos cachos, enquanto o desenvolvimento foliar, não se "atafolha" em todo o ciclo da videira...



... Foi também altura para esticar arames, e substituir postes danificados...



... Em Janeiro, limpamos os pés da vinha, claro, com a ajuda do já habitual "brinquedo" da Vinha do Pombal ...


... Esta vinha velha, tem muitas falhas, e como tal, vamos aos poucos recuperando os bacelos existentes ("bravo" - videira americana)...


... Para mais tarde, enxertar com variedades, antigas e raras, existentes na própria
Vinha Velha do Pombal...



... A Vinha Centenária, vai também ganhando vida...



... Uma das surpresas do ano, é a vinda, para o nosso projecto, de um amigo de longa data... André Henriques da Silva, especialista em bio, mas sobretudo biodinâmica, foi consultor em empresas como Soalheiro ou Aphros... Deu-me o gosto, de saber que estará ao nosso lado, para o futuro da recuperação das nossas vinhas velhas... E o futuro aguarda coisas muito boas ;)



... Viajando quase 500km, até uma região, apenas demarcada há mais ou menos 20 anos, a Ribeira Sacra, situada na Galiza, para quem não sabe...


... Já faz vinho à mais de 200 anos...



...Quando falamos de Ribeira Sacra, falamos de uma viticultura difícil, praticamente impossível, uma viticultura completamente heroíca!!...



... E claro, em 2017 lanço-me a um novo e grande desafio... Recuperar um vinhedo centenário, e fazer vinho numa das regiões mais bonitas do Mundo...



... Na nossa ida a Galiza aproveitamos e, também, visitamos gente muito especial...


...Alberto Nanclares e seus Albarinos biodinâmicos...



... Na Ribeira Sacra, o sempre irreverente, mas simpático Xábi Prádio...



... Com vinhos a fazer lembrar a Borgonha...



... O verdadeiro trabalhador nato, até demais, Roberto Regal Lopéz, neto da primeira visionária a fazer vinhos ecológicos na Galiza, vinhos Diego de Lemos...



... Com os seus projectos Toalde e Neno da Ponte, entre outros, um homem de coração muito puro...



...E para terminar, tinha de visitar um verdadeiro Icon...


...Rodrigo Mendez, simples e humilde fazedor de incríveis vinhos nas Rias Baixas e na Ribeira Sacra, juntamente com o Enólogo Raul Pérez, falamos de marcas como Albarino Sálvora, Genoveva, Telheira...



... O que falo aqui, dava "pano para mangas", mas de facto o tempo urge. Espero no futuro ter mais tempo para escrever o que gosto de fazer, afinal de contas... "Apenas" viver :)